Autor

Pellin - Lingerie

Escolhendo

Receitas para o Dia das Crianças

A criançada tem seu dia especial e a comemoração não pode ser esquecida. Que tal fazer um lanche delicioso para celebrar? Dá até pra incluir a gurizada na hora de preparar as delícias e tornar a experiência ainda mais divertida. Confira abaixo um salgado e um doce para deixar a vida mais gostosa!

MISTO QUENTE GIGANTE

Ingredientes:
1 embalagem de pão de forma (500g)
1 embalagem de molho de tomate (340g)
1 pote de requeijão
400 gramas de presunto magro fatiado
400 gramas de queijo mussarela fatiado
Orégano
Modo de preparo:
– Unte uma forma ou refratário que pode ir ao forno. Se tiver uma forma de fundo removível, fica melhor ainda: aí dá pra desenformar na hora de servir.
– Cubra as laterais e o fundo com o pão de forma. Se preferir, tire as cascas.
– Comece a fazer camadas: molho de tomate, requeijão, presunto e queijo.
– Vá fazendo essas camadas nessa ordem, até preencher a forma: pão, molho de tomate, requeijão, presunto e queijo.
– A última camada deve ser de queijo (pode até colocar um pouco mais) e espalhe o orégano.
– Leve ao forno preaquecido a 180 ° por 15 minutos ou até gratinar o queijo e estiver bem douradinho.

BRIGADEIRO DE LEITE NINHO COM RECHEIO DE NUTELLA

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
5 colheres de sopa (bem cheias) de leite ninho
1 colher de sopa (bem cheia) de manteiga sem sal
70 gramas de chocolate branco picado
100 gramas de Nutella
1 pitada de sal
1 colher de sopa de mel (ou glucose)

Modo de preparo:
– Misture todos os ingredientes (menos a Nutella) na panela e cozinhe em fogo baixo, mexendo sem parar até dar o ponto de brigadeiro.
– Deixe esfriar ou, se estiver com pressa, leve para a geladeira, mas sempre com plástico filme bem em cima do doce, pra não formar aquela película.
– Passe um pouco de manteiga na mão e abra bolinhas achatadas no centro da palma da sua mão e coloque meia colher de chá de Nutella no centro desta bolinha e feche dobrando as bordas. Dica: se você deixar a Nutella na geladeira por uma hora, ela fica mais durinha e é mais fácil para pegar e enrolar as bolinhas.
– Enrole a bolinhas, passe no confeito e coloque em forminhas.

 

 

 

 

Food photo created by prostooleh – www.freepik.com

Dica Netflix: Escola de Solteiras

A nova comédia romântica da Netflix vem do México e com um tema divertido e interessante. “Escola de Solteiras” tem uma premissa simples: uma mulher quer casar e, para isso, busca ajuda profissional para encontrar um marido. Porém, o que ela acaba encontrando é a si mesma.

A personagem principal é Ana, que está namorando há anos e deseja muito casar. O namorado tem outra ideia e, então, termina o relacionamento, deixando-a frustrada e arrasada. Para piorar, ela não se conforma com a ideia de todos ao seu redor estarem conseguindo seus objetivos e ela não.

A atitude a tomar é uma só: render-se ao desespero e procurar um curso onde é ensinado como conseguir um marido. O filme usa essa prerrogativa tão antiquada – a de que somente casada uma mulher é completa e feliz – para mostrar como a verdade é o completo oposto. E a família de Ana é utilizada para comprovar que aquela ideia de relacionamento perfeito é uma bobagem.

“Escola de Solteiras” traz muitos momentos divertidos, como os encontros malsucedidos de Ana, mas também permite a reflexão sobre o que realmente merece valor na nossa vida: nós mesmos. Até porque uma coisa que aprendemos na escola da vida é que se não nos amarmos primeiro, não saberemos amar ao outro.

Confira o trailer:

 

 

 

Créditos foto no destaque: Netflix

A primavera está aí!

A estação mais florida do ano chegou! O clima já fica mais ameno, as janelas e as cortinas podem ser abertas mais frequentemente para que a luz e a ventilação natural preencham o lar. As roupas ficam mais leves e coloridas, mudando daquele tom sóbrio e cinzento que os dias frios promovem.

A primavera é a época ideal para dar uma geral no guarda-roupa, tirando as peças, lavando e ventilando aquelas com cheirinho de guardado, deixando as de verão e meia estação com mais fácil acesso. Isso vale para os calçados também. Aproveite para separar aquilo que não foi ou que não será utilizado. Pratique uma boa ação: doe para quem precisa. Durante o ano todo, diversas entidades e eventos facilitam esse processo.

Essa época é inspiração, com suas cores, perfumes no ar e uma esperança de renascimento que vem com as flores desabrochando. O escritor Carlos Drummond de Andrade já havia sentenciado: “uns a nomeiam primavera. Eu lhe chamo estado de espírito”.

A primavera também favorece um contato maior com a natureza. Passeie bastante, reúna a família em atividades ao ar livre, ande de bicicleta, dê uma caminhada no parque. Receba a primavera de braços abertos!

 

 

 

 

Background photo created by kjpargeter – www.freepik.com

O que é atenção plena

Mindfulness é um termo que anda bem popular ultimamente. Literalmente, a palavra significa “atenção plena”, e propõe que a interação que temos com tudo na nossa vida seja feita de maneira mais consciente, aberta e gentil, aproveitando o aqui e o agora. Ainda, nos estimula a estarmos no controle das nossas reações e escolhas, encarando a vida e enfrentando seus desafios e demandas do dia a dia.

O mundo atualmente nos exige velocidade, com tarefas, responsabilidades e pressões que podem nos desconectar de nós mesmos. Pensamentos negativos e atitudes ansiosas podem nos sobrecarregar e precisamos tomar cuidado para que isso não tome conta das nossas vidas.

Exercitar a atenção plena é aceitar as experiências que temos, e não nos basearmos na reação à experiência em si. Devemos acolher as condições naturais da vida e criar a habilidade de responder a essas condições de maneira mais criativa e funcional, assim ficamos conscientes e atentos às nossas respostas e reações.

Temos uma sugestão de exercício pra adotar um pouco dessa prática. Tente fazer três vezes ao dia, reservando apenas 30 segundos para cada item. É fácil, prático e pode ajudar bastante. Confira:

1 – Pare no meio de alguma atividade cotidiana. Perceba sua respiração, prestando atenção especial ao seu estômago, aos movimentos que ele faz quando inspiramos e expiramos.

2 – Sinta as sensações corporais desse momento: tensões musculares, dores, qualquer sensação, mas não tente modificá-la, apenas a observe. Tome nota disso, como “estou agitado”. Perceba que está tendo essa experiência e a aceite.

3 – Traga a sua atenção ao seu corpo, às sensações e como você as está vivendo. Conecte-se com elas, sem julgar ou comentar, e apenas respire com elas. Permita-se apenas estar e relaxar com qualquer coisa que esteja presente.

 

 

 

 

 

Flowers photo created by freepik – www.freepik.com

Para ter uma rotina mais organizada

Não é sempre que temos essa característica natural de organização. Às vezes, a bagunça toma conta mesmo: da casa, dos pensamentos, da vida ao nosso redor. Otimização do tempo é a consequência mais óbvia que aparece quando você se comprometer em organizar sua rotina. Um bom planejamento e algumas dicas como as abaixo colaboram na realização de tarefas e no sucesso em conquistar nossos objetivos. Confira:

– Manter uma agenda, registrando os compromissos, vai colaborar bastante. Isso ajuda a não acumular funções e realizar todas as pendências tranquilamente.

– Defina metas, já que o planejamento só funciona quando sabemos aonde queremos chegar. Lembre-se de traçar objetivos realistas e simples, que você consiga cumprir.

– Limite o seu tempo acessando redes sociais. Quantas vezes fomos só dar uma espiadinha e quando percebemos, muito tempo foi perdido?

– Organize o local de trabalho, arrumando sua mesa. Assim, nada fica perdido no meio da bagunça, além de trazer uma sensação de que tudo está no seu lugar.

– Repasse responsabilidades delegando tarefas. Não precisa ser sempre tudo você! Isso resulta em uma grande economia de tempo. Lembre-se: seja claro quando pedir o que precisa, para não precisar ficar refazendo o trabalho depois.

– Planeje o dia seguinte ao fim do expediente. Pense nas tarefas, faça uma lista se achar uma boa ideia. Planeje como realizará essas tarefas e quanto tempo levará com cada uma delas, mas não seja muito rígida. A gente sabe que imprevistos acontecem, então se os planos mudarem, exercite sua flexibilidade e poder de adaptação.

– Quando percebemos que estamos no caminho certo, devemos comemorar. Esses pequenos avanços merecem recompensa, valorizando e incentivando para que você mantenha o foco.

 

 

 

 

Calendar photo created by rawpixel.com – www.freepik.com

Benefício dos exercícios físicos durante a gestação

Gravidez é um lindo período na vida de uma mulher e que não significa abandonar os exercícios físicos. Bem pelo contrário: um estudo recente aponta a capacidade dessa atividade melhorar a função da placenta, que é responsável por transferir nutrientes e oxigênio da mãe para o bebê.

Os resultados da pesquisa mostraram que a atividade física proporcionava redução na carga de gordura e de glicose no sangue, além de liberar substâncias anti-inflamatórias que melhoram o metabolismo da mulher e a formação da placenta. Essa é mais uma comprovação de que exercícios, quando bem orientados, só podem fazer bem a todos.

As práticas mais seguras durante a gravidez são a caminhada, por ser um exercício de baixo impacto que, em contrapartida, melhora a circulação sanguínea e fortalece as pernas e a pelve, e a hidroginástica, já que movimenta todos os músculos do corpo. Um bom alongamento também não está fora de consideração, pois trabalha a oxigenação dos músculos, promove relaxamento e, principalmente, previne dores lombares.

A atividade física ajuda a afastar problemas que ameaçam a gestação, como diabetes, depressão e pré-eclâmpsia. Ainda assim, é bom lembrar que se deve evitar jogos em equipe, como futebol e basquete, pra ninguém acabar dando um encontrão na futura mamãe. Também evite ciclismo, já que uma queda não seria nada recomendável, e mergulho, pois o bebê pode ser prejudicado pela pressão no fundo das águas.

 

 

 

 

 

Baby photo created by freepik – www.freepik.com

Receita de Sopa Eslava

Ideal para os dias frios, a sopa eslava tem origem na Polônia e leva ingredientes semelhantes ao molho de um estrogonofe (que também tem origem eslava). Essa delícia é um prato forte, normalmente servido como entrada e acompanhado de vodka e pão. Porém, como o inverno não dá trégua, ela torna-se uma ótima opção de refeição para qualquer horário, repleta de sabor e pronta para dar aquela aquecida no corpo e no coração.

Confira a receita abaixo:

Ingredientes

4 colheres de sopa de óleo de soja
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
500 g de alcatra em tiras
50 ml de conhaque
4 colheres de sopa de molho inglês
2 colheres de sopa de ketchup
2 colheres de sopa de mostarda
250 g de molho de tomate
2 kg de batata
250 g de creme de leite
Sal, pimenta do reino e cheiro verde a gosto

Modo de preparo

1. Em uma panela média, refogue o alho e a cebola no óleo de soja.
2. Acrescente a carne e refogue. Flambe com o conhaque. Tempere a carne com sal e pimenta do reino.
3. Acrescente o ketchup, a mostarda, o molho inglês e o molho de tomate. Mexa bem e cozinhe por dois minutos. Desligue o fogo.
4. Descasque as batatas e cozinhe na panela de pressão em água salgada até que fiquem bem macias. Pegue as batatas, com parte da água do cozimento, e bata no liquidificador até que fique um creme bem liso.
5. Volte o creme para a panela com a carne refogada e mexa bem. Adicione o creme de leite, acerte o sal e a pimenta do reino, e coloque o cheiro verde picado (se desejar).
6. Sirva quentinho!

 

 

 

 
Foto: Casa Vogue

Técnicas de relaxamento

Para aqueles dias em que a ansiedade e o estresse batem forte, separamos algumas dicas para relaxar e se sentir melhor. Segundo um estudo desenvolvido por uma companhia de seguros de saúde, alguns dos métodos mais procurados para aliviar essa carga pesada são praticar esportes, conversar com amigos e família, dormir mais ou cultivar um hobby.

Mas e naquele momento de tensão, onde o coração bate mais rápido, a pressão sanguínea aumenta, a respiração fica mais acelerada? Confira abaixo algumas técnicas que podem ser empregadas a qualquer hora, relaxando de imediato.

1. Respiração diafragmática
A recomendação é fazer entre cinco e 10 inspirações e expirações abdominais, de modo lento e profundo, a partir do diafragma. Respire pelo nariz e expulse o ar pela boca, e concentre-se em esvaziar completamente os pulmões antes de inspirar novamente.

2. Relaxamento muscular progressivo
Essa técnica consiste em aprender a reduzir a tensão muscular realizando exercícios de tensão, pouco intensos e breves, e de relaxamento, mais longos. O processo é dividido em três fases. Na primeira, deve-se contrair e relaxar os músculos da cabeça aos pés, começando pelo rosto, seguindo pelo pescoço e os ombros, que devem ser tensionados e distendidos três vezes, nesta ordem: testa, olhos, nariz, boca, língua, mandíbula, lábios, nuca, pescoço e ombros.
Depois, contraem-se os braços e as mãos, alternadamente. As pernas são alongadas (também de modo alternado), levantando-as e percebendo a tensão muscular; em, seguida, as costas, colocando os braços em cruz e levando os cotovelos para trás; o tórax, inspirando e retendo o ar por alguns segundos; e o abdômen e a cintura, tensionando e distendendo os músculos do estômago e dos glúteos.
Na segunda fase, repasse mentalmente cada uma das partes do corpo trabalhadas, para sentir como relaxaram. Na terceira, permita-se trazer pensamentos relaxantes para si.

3. Visualização positiva
A ideia é direcionar a concentração para imagens positivas e agradáveis, pensando em situações que gostaríamos de viver ou lembrando momentos felizes do passado, exercitando a imaginação. Que tal recorrer aos sentidos? Tente imaginar o cheiro, o tato e os sons da cena.

4. Rir e sorrir
Essas duas atitudes contribuem para a liberação de dopamina, endorfinas e serotonina. A ideia é que essas biomoléculas relaxem o corpo, reduzam o ritmo cardíaco e diminuam a tensão arterial. Em especial, as endorfinas contribuem para acalmar a dor e a serotonina atua como antidepressivo.

 

 

 

 

People photo created by snowing – www.freepik.com

A importância da leitura na infância

Crianças têm como sua maior característica a imaginação sem limites. O hábito da leitura nessa fase é um estímulo para isso, é um combustível e traz mais vantagens que qualquer batalha vencida pelo rei ou pela rainha poderia sonhar. Tudo começa com o estímulo dos pais: ler para uma criança e estimulá-la a estar próxima dos livros deve ser cultivado desde os primeiros anos de vida.

Um estudo recente revelou que crianças que leem em casa, com os pais, entram para a escola tendo ouvido cerca de 1,4 milhão de palavras a mais que uma criança que não recebe esse estímulo. Isso resulta em um desenvolvimento maior do vocabulário, já que as palavras dos livrinhos nem sempre são aquelas utilizadas comumente no dia a dia. Além disso, colabora com a aprendizagem nos primeiros anos de vida escolar.

Ainda, a literatura infantil estimula não apenas o vocabulário dos pequeninos, mas também proporciona e desenvolve habilidades emocionais, como a empatia, considerada uma das habilidades sociais mais essenciais ao ser humano ao longo da vida. Ao entrarem na jornada de um livro, as crianças “incorporam” outras personagens, se colocando em seus lugares nas histórias.

Algumas dicas para incentivas a leitura na infância? Temos!
– Crie uma rotina de leitura e dê o exemplo
– Torne a leitura divertida
– Preste atenção a possíveis dificuldades
– Apresente diferentes gêneros literários
– Leve a criança para passeios de leitura
– Conecte a leitura com os interesses da criança

Os livros são companheiros para a vida toda, nos levando para mundos fantásticos. Em um mundo cada vez mais tecnológico e conectado, é importante reservar uns minutos por dia para a leitura. Leia para a gurizada que o retorno é imenso!

 

 

 

 

 

Baby photo created by prostooleh – www.freepik.com

Mitos sobre coloração no cabelo

A gente ouviu sempre por aí que colorir o cabelo é também, inevitavelmente, danificá-lo. Mas não é bem assim. Claro que tudo depende das nossas escolhas, sejam os produtos ou os profissionais, por exemplo. Mas ainda assim, existem muitos mitos sobre a coloração das nossas madeixas. Confira abaixo algumas informações corretas para derrubar essas lendas.

A tinta resseca o cabelo
Não é ela a vilã, mas a água oxigenada. Tudo depende do volume escolhido na hora de realizar o procedimento. Com uma escala de 10 a 40 volumes, o produto pode sim ressecar a cabeleira se não for feita uma avaliação cuidadosa do seu cabelo por um profissional. Só assim é possível avaliar a porosidade e a estrutura dos fios, o que permite escolher o volume ideal de água oxigenada.

Os tons escuros protegem os fios
Completamente falso. Todas as tinturas têm a mesma ação nos cabelos, não importando a cor. As pessoas têm essa impressão porque as tintas escuras refletem mais luz que as claras, o que dá uma ideia falsa de hidratação.

Cabelo colorido precisa dar adeus à chapinha e babyliss
Só se deve duplicar os cuidados, como a temperatura não ser muito alta e não utilizar essas ferramentas todos os dias. O que não pode faltar é um protetor térmico para os fios, que também devem estar bem secos na hora de aplicar o calor.

Fios loiros naturais sofrem mais com as tinturas
Como falamos antes, as tinturas agem da mesma forma, independentemente da cor. O que determina o quanto o cabelo vai sofrer é a espessura dos fios. Os mais finos são mais delicados, por isso é tão importante o diagnóstico do cabelo e o uso dos produtos adequados, que oxidem menos. Assim é possível preservar a integridade e a beleza dos cabelos, mesmo os mais fininhos.

Tonalizante e tinta são a mesma coisa
Tintas geralmente contêm amônia, uma substância que abre as cutículas dos fios e permite que a coloração penetre mais. Por isso a tinta dura mais. Já os tonalizantes não tem ela na sua fórmula, os tornando menos agressivos. Sua duração também é menor, saindo totalmente em mais ou menos dois meses.

 

 

 

 

Background photo created by freepik – www.freepik.com