Gravidez é um lindo período na vida de uma mulher e que não significa abandonar os exercícios físicos. Bem pelo contrário: um estudo recente aponta a capacidade dessa atividade melhorar a função da placenta, que é responsável por transferir nutrientes e oxigênio da mãe para o bebê.

Os resultados da pesquisa mostraram que a atividade física proporcionava redução na carga de gordura e de glicose no sangue, além de liberar substâncias anti-inflamatórias que melhoram o metabolismo da mulher e a formação da placenta. Essa é mais uma comprovação de que exercícios, quando bem orientados, só podem fazer bem a todos.

As práticas mais seguras durante a gravidez são a caminhada, por ser um exercício de baixo impacto que, em contrapartida, melhora a circulação sanguínea e fortalece as pernas e a pelve, e a hidroginástica, já que movimenta todos os músculos do corpo. Um bom alongamento também não está fora de consideração, pois trabalha a oxigenação dos músculos, promove relaxamento e, principalmente, previne dores lombares.

A atividade física ajuda a afastar problemas que ameaçam a gestação, como diabetes, depressão e pré-eclâmpsia. Ainda assim, é bom lembrar que se deve evitar jogos em equipe, como futebol e basquete, pra ninguém acabar dando um encontrão na futura mamãe. Também evite ciclismo, já que uma queda não seria nada recomendável, e mergulho, pois o bebê pode ser prejudicado pela pressão no fundo das águas.

 

 

 

 

 

Baby photo created by freepik – www.freepik.com

Escrever um comentário