Não importa a idade, os cuidados com a pele devem sempre ser prioridade. A pele do rosto, então, é a que mais precisa de atenção! Ela sofre por estar sempre exposta e vai mostrando mudanças significativas ao longo da vida. Para esbanjar viço, beleza e saúde, separamos algumas dicas e cuidados que todos devem ter, dos 20 aos 60 anos, além daquelas básicas, que servem para todas as idades: beba bastante água, pratique atividades físicas e nunca durma sem tirar a maquiagem, por exemplo. Confira abaixo:

Nos 20 anos:
Por volta dos 25 anos, normalmente, é que começamos a apresentar sinais da ação do tempo, ainda que discretos. A palavra pra essa faixa etária é prevenção: não deixe de lado o famoso ritual de limpar e hidratar a pele, nunca esquecendo o protetor solar, ritual que deve te acompanhar ao longo da vida. Limpe o rosto pelo menos duas vezes ao dia com produtos específicos para a área, prestando atenção no seu tipo de pele. Os hidratantes devem ser mais leves e o protetor solar, no mínimo com FPS 30. E nessa fase pode-se também começar a dar atenção especial à área dos olhos, que é a primeira a apresentar sinais de flacidez. Aposte em cremes com ativos antioxidantes, como vitamina C.

Nos 30 anos:
Os sinais no rosto ficam mais evidentes, pois a produção natural de colágeno começa a diminuir. Vemos mais flacidez e linhas de expressão, principalmente na testa, região dos olhos e entre as sobrancelhas. Às vezes, até uns vasinhos dilatados na superfície da pele e manchas de sol. Para cuidar, além da rotina básica de limpar, hidratar e proteger, é hora de investir em cremes noturnos com ativos como retinol e vitaminas A e C. Vale também conversar com o seu dermatologista para incorporar ao seu dia a dia substâncias como colágeno hidrolisado, antioxidantes e silício orgânico, tudo via oral. Nessa fase, a pele costuma ficar mais seca e, por isso, é legal apostar em hidratantes mais potentes, com textura em creme.

Nos 40 anos:
Os sinais da passagem do tempo ficam ainda mais óbvios, com pés de galinha, sinais de expressão mais marcados e o famoso bigode chinês. Também percebemos a perda da sustentação dos músculos da face. O ideal é utilizar produtos que contenham ácidos hialurônico e glicólico, além de vitaminas C e E nas suas fórmulas. Protetor solar, assim como em qualquer outra fase da vida, continua sendo indispensável, e é bem-vindo o uso de hidratantes ainda mais poderosos e espessos.

Nos 50 e 60 anos, em diante:
A partir dos 50 é quando começamos a sentir as alterações provocadas pela menopausa e outras alterações hormonais. Nessa época, perdemos quantidades expressivas de massa óssea e de gordura da face. A musculatura, mais envelhecida, apresenta flacidez, principalmente nas laterais do queixo e no contorno facial, causando a chamada papada. A hora é de manter o uso dos cremes anti-idade, específicos para a sua faixa etária, bem como utilizar ácidos e tônicos, de acordo com a recomendação do seu dermatologista. Dos 60 anos em diante, os cuidados são os mesmos que você teve até aqui, lembrando que a prática de exercícios físicos, hábitos de vida saudáveis e evitar o estresse são fatores que atuam diretamente no envelhecimento da pele.

 

 

 

 

People image created by Bearfotos – Freepik.com

Escrever um comentário