Investiu em uma lingerie linda demais, toda especial? (Se ainda não, passa na Pellin e faz a festa! Modelos e cores de se apaixonar!) Tem que cuidar! Peças íntimas já são mais delicadas, mas aquelas com detalhes especiais, como rendas ou seda, são ainda mais frágeis. Todas elas merecem atenção e tratamento de realeza para aumentar a longevidade, com cuidados para que não alarguem ou desbotem. Pense na lingerie como sua segunda pele e trate ela com o mesmo carinho.

Esqueça a máquina de lavar: ela não é uma boa amiga da lingerie. Ela pode acabar com os bojos dos sutiãs, detalhes das calcinhas, tecidos mais delicados. O ideal é lavar a mão mesmo, em água fria ou morna, já que água quente detona com os tecidos que contém lycra. Mas se a preguiça e a falta de tempo não deixam, ponha a lingerie na máquina protegida por aqueles saquinhos protetores ou até uma fronha.

Cuidado com os produtos que usar. Não deixe de molho, não use alvejantes, água sanitária ou amaciantes. Qualquer descuido pode trazer alergias, já que eles podem ser agressivos demais. Sabão é neutro ou de coco, ou aqueles específicos para peças íntimas.

Para enxaguar, uma toalha. Isso mesmo: torcer ou centrifugar danifica a peça. Tire o excesso de água com uma toalha, de maneira delicada.

A hora de secar é na sombra. O sol ajuda a desbotar a peça, sabia? Também nunca deixe a lingerie secando pendurada no banheiro: o ambiente é úmido e ajuda a proliferar fungos e bactérias. Secadora de roupas também não é recomendada.

Para pendurar no varal, atenção. Prenda o sutiã pelas alças ou, no caso dos que têm bojo, pendure pela parte central.

Cuidado também na hora de guardar. Sutiãs sem bojo e calcinhas, sempre dobradinhos e empilhados, ganhando espaço no guarda-roupa. Sutiãs com bojo, de preferência, devem ser guardados em gavetas, encaixados um no outro. Assim o bojo não perde seu formato.

Escrever um comentário