O lançamento de março da Netflix, o filme “O menino que descobriu o vento”, é baseado em uma história real inspiradora. O jovem William Kamkwamba, do país africano Malawi, vive em um vilarejo cercado por pobreza e falta de esperança. Porém, ele planeja um futuro muito melhor para si mesmo e para sua comunidade.

Muito inteligente e autodidata, William descobriu um método de criar energia eólica para garantir a irrigação das colheitas e, dessa forma, a sobrevivência do seu povo. Entre as invenções no menino, há espaço no filme ainda para destacar a cultura africana, as diferentes línguas do país e seus costumes típicos, além de ressaltar a importância das mulheres dentro das transformações sociais.

Essa linda obra traz questões para pensar, como a função da arte e a importância da informação e do estudo. Além disso, ela faz rir e faz chorar, sendo um pacote completo para uma boa sessão de cinema com a família.

“O menino que descobriu o vento” se torna um exemplo não somente de luta, força e determinação, mas também do reconhecimento aos estudos, à preocupação com o meio ambiente, às políticas humanitárias e ao senso de comunidade.

Confira o trailer:

 

 

 

 

 

 

 

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Escrever um comentário